menu

Publicações

A Lei de Lavagem de Dinheiro

22 de março de 2021

A Câmara dos Deputados instituiu em setembro de 2020 uma comissão de juristas para avaliar mudanças na Lei nº 9.613/1998, que trata do delito de lavagem de dinheiro.

A comissão é presidida pelo Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Reynaldo da Fonseca, e composta por 19 integrantes e 6 consultores, entre membros da Magistratura, Ministério Público e Advocacia.

A comissão realizou em outubro de 2020 reuniões internas para discutir questões relacionadas à tipicidade, processo, pessoas obrigadas e COAF e, em novembro do mesmo ano, audiências públicas para ouvir representantes de instituições governamentais e não governamentais e entidades associativas (AMB, AJUFE, ANPR, CONAMP, OAB e IAB).

Inúmeros temas relevantes estão sendo discutidos pela comissão, tais como: natureza do delito de lavagem (se instantâneo ou permanente para efeitos de prescrição); ampliação da lista dos obrigados a informar as autoridades sobre atos suspeitos; vinculação do COAF ao Ministério da Economia; tentativa de criminalização do legítimo recebimento de honorários advocatícios; redução das penas para a lavagem, com previsão de aumento de acordo com a gravidade do crime antecedente; resposta penal quando há acúmulo de várias infrações junto com o crime de lavagem, entre outros.

André Callegari, consultor da comissão e Maira Fernandes, advogada criminal, debateram o tema com Cristiano Maronna no programa Estado de Direitos (acesse aqui).

Outras publicações

Policiais devem gravar autorização de morador para entrada na residência, decide Sexta Turma

​Em julgamento realizado nesta terça-feira (2), a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que os agentes policiais, caso precisem entrar em uma residência […]

ver mais

Bandeira do combate à corrupção serve para inviabilizar debates essenciais

Há quase 25 anos, na mesma época em que policiais militares mataram 111 presos do complexo do Carandiru, um grupo de profissionais do Direito se organizou […]

ver mais

Comunicado Importante

Prezados amigos e clientes: em razão da pandemia de Covid 19, a equipe de Maronna, Stein & Mendes Advogados está em regime de home office, executando […]

ver mais